Início do Site      Contactos      Mapa do Site

Bem-vindo

Aqui poderá encontrar a informação mais completa e atualizada sobre a AgdA - Águas Públicas do Alentejo, S.A., e sobre o Sistema de Abastecimento e Saneamento que a mesma gere e explora.

Últimas Notícias

AgdA investe 3,8 milhões de euros para melhorar o abastecimento de água ao interior do concelho de Odemira

A AgdA – Águas Públicas do Alentejo, S.A. acaba de assinar o contrato de adução de água à zona poente do concelho de Odemira, empreitada que assegurará o abastecimento de água às povoações de Vale de Santiago, Colos, Relíquias, Vale de Ferro, Ribeira do Salto, Amoreiras Gare, Aldeia das Amoreiras e S. Martinho das Amoreiras com fornecimento de água proveniente da ETA de Monte da Rocha. A população de Santa Luzia, no Município de Ourique será igualmente beneficiada por este investimento.

IMG 3403 1

Com um prazo de execução de 480 dias, a empreitada foi adjudicada ao Consórcio Domingos da Silva Teixeira, S.A.\DTE – Instalações Especiais, S.A. pelo valor de 3.833.990,00€ com financiamento POSEUR.

Este investimento irá assegurar a qualidade e a quantidade de água necessária ao abastecimento a uma população de cerca de 2000 habitantes, permitindo abandonar os diversos sistemas autónomos que atualmente servem de forma deficiente as populações, a partir de origens subterrâneas pouco fiáveis.

Desde o início da sua atividade, em 2010, a AgdA já realizou um total de 49 milhões de euros de investimento em abastecimento de água, financiado pelo POVT – Plano Operacional de Valorização do Território, e pretende investir mais 78 milhões de euros até 2020, com financiamento POSEUR, abrangendo uma população de 200.714 habitantes.

Com estes investimentos, a entidade gestora responsável pelo Sistema de Parceria Pública Integrado de Águas do Alentejo assegura a resiliência dos sistemas de abastecimento de água permitindo-lhes melhorar a qualidade da água distribuída e responder mais eficazmente a situações de escassez de água.

 

AgdA garante reforço das principais origens de água a partir de Alqueva

A AgdA e a EDIA - Empresa de Desenvolvimento e Infraestruturas do Alqueva assinaram um acordo de cooperação técnica e operacional com vista a aumentar a resiliência das principais origens de água para abastecimento público e responder a situações de contingência em cenários mais exigentes de escassez hídrica na região do Alentejo.

IMG 4749 1
Através deste acordo fica garantida a criação de novas ligações e reforço de ligações existentes entre condutas do Empreendimento de Fins Múltiplos do Alqueva (EFMA) e sistemas de abastecimento geridos pela AgdA, nomeadamente albufeiras e estações de tratamento de água (ETA).

Entre as intervenções previstas constam a criação de ligações diretas entre condutas adutoras do EFMA à ETA do Roxo (Aljustrel) e ETA do Monte da Rocha (Ourique), que constituem uma importante alternativa à captação de água, essencial para garantir o acesso a água de qualidade e em quantidade, em especial em períodos de menor volume nas albufeiras com deterioração associada e para aumentar a resiliência e otimizar os sistemas de abastecimento de água para consumo humano.

A ligação direta à ETA do Roxo deverá estar operacional no início do verão de 2020 e a ligação à ETA do Monte da Rocha em 2022.

De destacar que já se encontra em curso a empreitada de construção da ETA da Magra e respetivo sistema adutor que, a partir da captação na albufeira da Magra, do EFMA, irá permitir abastecer a cidade de Beja e as povoações de Quintos, Salvada, Cabeça Gorda e Baleizão, investimento que atinge os 7,5 milhões de euros.

 

banner Inquerito 1 2

DSC02545

CC

banner eco movimento