Início do Site      Contactos      Mapa do Site

Bem-vindo

Aqui poderá encontrar a informação mais completa e atualizada sobre a AgdA - Águas Públicas do Alentejo, S.A., e sobre o Sistema de Abastecimento e Saneamento que a mesma gere e explora.

Últimas Notícias

AgdA investe 3.8 milhões de euros no Sistema de Saneamento de Águas Residuais de Montemor-o-Novo

A Agda – Águas Públicas do Alentejo, SA acaba de adjudicar a empreitada de construção de uma nova ETAR que, em conjunto com um sistema intercetor de esgotos, irá permitir tratar as águas residuais geradas pela população e indústrias da cidade de Montemor-o-Novo e simultaneamente resolver um processo de contencioso comunitário que se arrasta há anos.

A nova ETAR que será construída a noroeste da cidade de Montemor-o-Novo, com um prazo de execução de 370 dias, representa um investimento de € 2.066.000 e irá permitir, através de um sistema de lamas ativadas em vala de oxidação, realizar o tratamento das águas residuais produzidas na cidade de Montemor-o-Novo, até agora encaminhadas para a ETAR de S. Pedro.

A construção desta empreitada foi adjudicada ao consórcio TECNOREM Engenharia e Construções SA/ INOVAQUA Engenharia e Ambiente Lda. e será cofinanciada a 85% pelo POSEUR (Programa Operacional de Sustentabilidade e Eficiência no Uso de Recursos).

Paralelamente será necessário construir um sistema intercetor, com 7.5 km de extensão, que permitirá transportar os esgotos que chegam atualmente à ETAR de S. Pedro (que será desativada) para a nova ETAR de Montemor-o-Novo. Com um orçamento de €1.800.000 esta segunda empreitada, que ainda se encontra a concurso, tem um prazo de execução de 240 dias.

A AgdA congratula-se por desta forma, contribuir para a melhoria da qualidade de vida desta população assim como para a preservação das massas de água e do meio ambiente. Recorda-se que a atual ETAR de S. Pedro se encontra em processo de contencioso comunitário por incumprimento da Diretiva de Águas Residuais Urbanas.

 

AgdA quer investir 61 M€ nos próximos três anos

Em resposta ao Aviso-Convite POSEUR-12-2016-39, dirigido à AgdA- Águas Públicas do Alentejo, S.A. para “operações com vista à melhoria da qualidade de água fornecida em zonas de abastecimento ainda com problemas”, a empresa apresentou seis candidaturas no valor global de 44.1 M€.


Assumindo como objetivo garantir a qualidade, continuidade e eficiência dos serviços que presta, numa região com necessidades especiais devidas essencialmente a problemas de escassez de água e à elevada dispersão populacional, a AgdA apresentou seis candidaturas ao Programa Operacional de Sustentabilidade e Eficiência no uso de Recursos (POSEUR), com vista à melhoria da qualidade da água e qualidade do serviço de abastecimento que presta a 20 municípios do Alentejo.

Nesta fase, foram priorizados aqueles municípios onde os sistemas autónomos (com origem de abastecimento em captações subterrâneas) não garantem a fiabilidade do serviço de abastecimento ou a qualidade da água fornecida; enquadram-se nestes cenários vários sistemas dos Municípios de Mértola, Castro Verde, Almodôvar, Beja, Odemira, Ourique, Santiago do Cacém; paralelamente outros investimentos também se perspetivam para Barrancos, Moura e Serpa.

Sustentar o abastecimento público em origens de maior fiabilidade (albufeiras) e Estações de Tratamento de Água mais robustas, com capacidade para responder eficazmente a alterações sazonais da qualidade da água é a aposta da empresa para os próximos anos.

No que respeita ao saneamento de águas residuais foram já aprovadas pelo POSEUR outras seis candidaturas, referentes à construção das ETAR de Beja, Grândola, S. Teotónio, Montemor-o-Novo, Amareleja e Senhora d’Aires, num valor de 17 milhões de euros, também para executar até 2018.

 

Newsletter

Receba as nossas notícias no seu email, subscrevendo a
nossa newsletter.

DSC02545

CC